Feed
Assine nosso Feed ou receba por email

10 dúvidas sobre Wi-Fi

sexta-feira, 25 de julho de 2008

Nesta última terça-feira, entrou em funcionamento o Orla Digital em Copacabana, no Rio de Janeiro - serviço de acesso gratuito sem fios à internet que será oferecidos aos cidadãos da cidade. Esse tipo de conexão wireless está cada vez mais acessível. Só que os usuários devem ficar atentos e tomar certos cuidados aos usar os canais públicos.

Segundo Orácio Kuradomi, consultor de TI (Tecnologia da Informação) e criador do ÚnicoNet, sistema de controle e segurança de redes, "O sistema Wi-Fi gera uma espécie de nuvem a céu aberto". Apesar do recurso ser extremamente prático, é preciso tomar cuidados ao acessar à internet em hotspots - pontos de acesso Wi-Fi em locais públicos, como shoppings, restaurantes e hotéis. Ao conectar-se numa área livre, o aparelho pode estar sujeito à ataques de vírus, spywares e até de hackers.

1 - Como funcionam as redes Wi-Fi?
O sistema de Wi-Fi se assemelha a um serviço de celular. Ele transmite o sinal através de duas antenas. Existem dois tipos de redes Wi-Fi. O primeiro é o modelo que está na orla de Copacabana, com sinal espalhado. A praia tem antenas espalhadas, a cada dois quilômetros de sua extensão, que enviam um sinal num raio de 360º.

Outro modelo é o "túnel virtual", ou VPT* (Virtual Private Network), muito utilizado por empresas que desejam montar uma rede para se interligar. Esse modelo é baseado na comunicação via antena entre dois pontos, não podendo ter obstáculo algum atrapalhando o sinal. Para evitar esse problema, as companhias instalam e apontam uma antena a outra em cada respectivo prédio.

*Virtual Private Network (VPT): rede privada, com criptografia bem maior. Uma letra pode virar até 128 caracteres. Pode gerenciar o nível de criptografia.

2 - Qual é o alcance das antenas?
Existem vários modelos de antenas, que conseguem atingir distâncias diferentes. Uma antena normal cobre cerca de 5 a 10 quilômetros, uma apontando para a outra. Outras antenas, mais potentes, chegam a atingir 30 a 40 quilômetros.

3 - Quais as diferenças de velocidade e freqüência entre as redes 802.11 A, B, G e N?
Um roteador básico Wi-Fi permite cobertura aproximada de 45 metros em ambiente interno e 90 metros em área externa. É possível também criar redes de múltiplos pontos para garantir uma área de cobertura maior.

4 - Em que protocolos de segurança o Wi-Fi funciona
Em vários protocolos, como: HTTPS (Hyper Text Transfer Protocol Secure), VPN (Virtual Private Network), WEP (Wired Equivalent Privacy), TKIP (Temporary Key Integrity Protocol) e o WPA (WI-FI Protected Access), SSL (Secure Sockets Layer). Dentre eles o mais utilizado hoje é o WPA que substituiu o WEP e possui mais segurança.

O protocolo normal de navegação é o HTTP (Protocolo de Transferência de Hipertexto, Hyper Text Transfer Protocol, em inglês), sendo muito comum na internet. Apesar de ser conhecido no mundo inteiro, ainda oferece proteção. Muitos sites de banco o utilizam em seu sistema de segurança, usando, por exemplo, um 'S' no HTTP (tornando-se HTTPS), que criptografa as senhas dos clientes.

Segundo Orácio Kuradomi, "Não quer dizer que o usuário fique 100% seguro o utilizando, mas serve como uma espécie de alarme. É até possível roubar os dados, mas é bem difícil".

O WEP (Wired Equivalent Privacy) é exclusivamente Wi-Fi, e foi criado para dar mais segurança no processo de autenticação e proteção nos dados dos usuários de redes sem fio. Mas por já ser muito utilizado, está cada vez mais vulnerável a ataques. "Tem gente que o quebra em menos de um minuto", aponta Kuradomi.

O protocolo de segurança mais recente, desenvolvido em 2003, é o WPA (Wi-Fi Protected Access), que em termos de proteção é superior aos anteriores, com melhorias na criptografia dos dados e na autenticação dos usuários. De acordo com especialistas, este protocolo tem grande potencial para dominar o setor.

5 - O que um notebook precisa para ter suporte em redes Wi-Fi?
O laptop precisa ter uma placa que tenha wireless, ou será preciso comprar um adaptador que forneça a rede Wi-Fi. Ele pode ser instalado via USB. O adaptador USB WI-FI wireless LAN para PSP, DS WII, NOTEBOOK E PDA'S tem um custo médio de R$100.

6 - Eu preciso de provedores para acessar redes Wi-Fi abertas ou públicas?
Isso varia de rede em rede. A orla de Copacabana, por exemplo, não requisita um provedor. No entanto há um porém, segundo Kuradomi. De acordo com o especialista, o link da Orla Digital precisará ser muito potente para aguentar a quantidade de acessos e de informação baixada, como vídeos. O consultor também notifica que será providenciado um portal para cadastro de usuários da rede, e provavelmente algum sistema para limitar o tempo de acesso.

7 - É perigoso acessar uma rede aberta?
Isso vai depender se o usuário adotar certos cuidados na hora de acessá-la, no desktop ou laptop. Para se conectar a alguma rede Wi-Fi, o sistema operacional precisa estar sempre atualizado. É recomendável ter antivírus, firewall e anti-spyware, além de criar uma senha longa e segura, com números e letrar, e trocá-la esporadicamente. "Muitos hackers disponibilizam um sinal só com vírus. É um ataque ao inverso. Liberando o sistema gratuitamente, depois eles podem atacar e monitorar tudo", avisa Kuradomi.

Os fornecedores de hotspots também precisam tomar cuidado. Caso alguém acesse a rede e cometa algum crime virtual, como entrar em sites de pedofilia, quem responde criminalmente a ação é o dono do link. Para evitar esse problema, é aconselhável criar um sistema de autenticação do usuário. "Isso é lei. Os provedores de internet também são obrigados a guardar todos os logs em até três anos", aponta o consultor.

8 - Meus dados podem ser roubados numa conexão Wi-Fi?
Isso depende do nível de segurança do servidor. O banco utiliza o HTTPS, por exemplo. Após interceptar na conexão os dados, algum invasor pode quebrar o protocolo e decifrar as informações criptografadas recebidas. Isso pode acontecer em casos de ataques feitos por hackers mais experientes.

9 - Que erros podem ser encontrados em redes Wi-Fi de uma empresa?
As companhias compram um Access Point (roteador sem fio) e o instalam. Ok. Mas o que muitas deixam de fazer é configurar um sistema de autenticação via senha, e habilitar a criptografia do ponto. Isso evita que alguém que conheça a senha entre tranquilamente na configuração do hotspot e altere todos os dados, podendo até tirar a empresa da rede.

10 - O que é a rede Wi-Max?
A rede Wi-Max pode ser considerada uma evolução do Wi-Fi, tecnicamente. Seu padrão de comunicação é o protocolo 802.16, e atinge uma área de cobertura que chega a um raio de 50 quilômetros, com velocidade de até 70 Mbps.

Com o Wi-Max móvel, será possível fazer downloads no celular e assistir à televisão em tempo real via banda larga em trânsito, sem perder a conexão.

via|wnews

Imprimir Salvar como Pdf

4 comentários:

Tânia Marchezin disse...

Tenho conexão hi-fi mas preciso de um tutorial para "desvendar" alguns pontos. Se tento usar fora de casa, não consigo configurar o notebook nem com reza, rsrs.

Parabéns pelo blog, os posts são excelentes.

MartinezSSA disse...

obrigado pelo comentario :) pra poder usar o notebook fora de casa voce tem que prestar atençao.
1º se o sinal de conexao que voce deseja usar e aberto e nao precisa de login ,pois varios hotspots estao com o sinal aberto mas mesmo assim e preciso inserir o endereço MAC da sua placa de rede nas configuraçoes do router/modem para poder usar o sinal

Anônimo disse...

PO EU QUERIA SABER SE EU COMPRAR UMA ANTENA WIFI POTENTE SERA QUE TENHO SORTE DE PEGAR UM SINAL ABERTO EM TORNO DE 7 KM de distancia , DA UMA FORÇA QUEM PODEr PRECISO DE BANDA LARGA PARA TARBALHO robyvp@hotmail.com

Claudio Martinez disse...

Uma antena potente em campo aberto com certeza capta sinais, o problema é você conseguir algum aberto, pois esta cada dia mais dificil.

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina